1º ano do Ensino Médio leva magia dos livros a instituições de Erechim e região

Creche madre alix

Ação do projeto na Creche Madre Alix (Fonte: página do projeto no Facebook)

Nesta semana a estudante Júlia Berdian Sartor trocou o uniforme do Instituto Anglicano Barão do Rio Branco (IABRB) por uma capa vermelha e, junto com os colegas da turma do 1º ano do Ensino Médio, levou a magia do conto “Chapeuzinho Vermelho” à Casa de Repouso Barão de Cotegipe, Associação Assistencial Madre Alix e Hospital de Caridade. A encenação do clássico foi a primeira ação social desenvolvida pela turma, dentro do projeto “Barão Social”, criado pela escola para fomentar nos alunos do 8º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio o espírito empreendedor em ações que possam contribuir para a construção de um mundo melhor, começando pelo local onde vivemos.
“A leitura e os livros são a principal forma de acesso que temos para o conhecimento e também para viagens incríveis que a imaginação proporciona. A contação da história foi uma das maneiras que encontramos para incentivar a leitura como uma forma simples e didática de ver o mundo, despertando a imaginação, o senso crítico e o conhecimento”, explica Júlia, que viveu a Chapeuzinho Vermelho.
Além das encenações planejadas pela turma, que ocorreram na tarde do dia 27, a proposta dos estudantes também dialogou com o projeto Compartilhando Histórias, desenvolvido pela escola em parceria com a Clínica de Repouso Barão de Cotegipe. Na visita à Casa de Repouso, na terça-feira (26), a turma não apenas contou, mas também ouviu histórias. Para a psicóloga Lisandra Garcia, estes encontros elevam a auto estima, conhecimento e memória, trazendo benefícios para todos os envolvidos “mesmo com a diferença de idade, as duas partes relembram histórias de seus avós, bisavós, contos relatados pelos pais e também revivem a infância”, sustenta a psicóloga.
casa de repousoNa Associação Assistencial Madre Alix e Hospital de Caridade, os estudantes do 1º ano ainda distribuíram os mais de 200 livros arrecadados nas livrarias Cia do Saber, Agridoce, Espaço Cultural, Grafitte e Editora São Cristóvão. “A interação com diferentes públicos foi uma experiência muito legal e nos mostrou que, apesar de ser uma história antiga, a literatura sempre se renova e traz lições importantes, independentemente da época”, pontua a estudante Tainá Durli. Até novembro, a turma planeja investigar o quanto as pessoas conhecem sobre livros e literatura, além de promover uma interação para a troca de livros entre a comunidade.

Conheça todos os temas do projeto Barão Social:

8º ano – Direito do consumidor e consumo consciente

9º ano – Alimentação saudável: orgânicos, obesidade, bulimia e anorexia

1º ano – Importância da leitura, livros, literatura

2º ano – Ecologia e preservação ambiental

3º ano A – Democracia, política e cidadania

3º ano B – Doação de órgãos e sangue

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *