2AE transforma materiais recicláveis em jardim suspenso e bicicletário

Turma 2AE (3)

Losna, poejo e hortelã são algumas das plantas medicinais do jardim suspenso no Barão

Desde o final do mês de setembro, os corredores e espaços sociais do Instituto Anglicano Barão do Rio Branco (IABRB) se tornaram o foco de olhares criativos e interessados em colocar em prática ações para melhorar o meio ambiente. Porém, além da preocupação com a natureza, as ações desenvolvidas pela turma do 2º ano do Ensino Médio, por meio do “Projeto Naturalizando”, beneficiam todos os que circulam pelos espaços da escola.

No jardim suspenso, inaugurado pela turma nesta segunda-feira (30), além da reutilização de garrafas pet, os estudantes também encontraram uma forma de incentivar o consumo de chás, “esta é a segunda ação social do nosso projeto e a ideia é incentivar funcionários e alunos a utilizarem essas plantas em forma de chás, para substituir alguns medicamentos”, explica a aluna Mariana Silveira.

A preocupação com a poluição gerada pelos meios de transporte, a prática de um exercício físico e a reutilização de toneis metálicos foram as principais inspirações para a primeira ação social da turma, que consistiu na implantação de um bicicletário na escola, no mês de setembro. “Um local apropriado e seguro para deixar as bicicletas é uma motivação para que não só estudantes, mas também professores e funcionários utilizem este meio de transporte que traz tantos benefícios”, destaca a estudante Anne Pereira da Silva.

Turma 2AE (1)

Bicicletário foi construído com toneis metálicos

Para o professor de Geografia Juliano Henrique Longo, que sempre que possível utiliza a bicicleta para vir ao trabalho, o maior elogio que o espaço criado pela turma pode receber é sua utilização por todos, “quanto mais as pessoas aproveitarem este espaço, menos carros estarão poluindo e mais os hábitos saudáveis estarão se propagando”.

Contentes com as respostas positivas das ações, as estudantes revelam que a intenção da turma é deixar as boas práticas como legado e incentivo para que a preocupação com a ecologia e a preservação inspire mais pessoas, “queremos apresentar as ações do nosso projeto em outras escolas e também criar um espaço de convivência com materiais recicláveis”, revelam as estudantes.

Além do 2º ano, outras quatro turmas da escola estão engajadas no projeto “Barão Social”, criado pela coordenação da escola para fomentar nos alunos do 8º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio o espírito empreendedor em ações que possam contribuir para a construção de um mundo melhor, começando pelo local onde vivemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *