Projeto do 9º ano aborda questões importantes sobre alimentação saudável

Projeto alimentação saudável - interação na escola Vicente da Maia (1)Diferenças entre diet e light, os perigos do “efeito sanfona”, a quantidade ideal para ingestão diária de água, dicas de alimentação para o pré e pós-treino e até a demonstração de um prato ideal. Estes foram os aspectos abordados pela nutricionista do Programa de Medicina Preventiva da Unimed Erechim, Cristina Salvi, em entrevista concedida à turma do 9º ano do Instituto Anglicano Barão do Rio Branco (IABRB). Nesta, que foi a primeira ação social do projeto sobre alimentação saudável, a turma descobriu, por exemplo, que o cálculo da quantidade ideal de água diária deve ser personalizado, “a dica que eu dou é que as pessoas multipliquem o peso por 30, o resultado dessa conta é a quantidade em mililitros (ml) que deve ser ingerida diariamente”, explica a nutricionista no vídeo que já conta com mais de duas mil visualizações na página do oficial projeto no Facebook.

A estudante Amanda Cassol de Ré explica que a relevância das informações repassadas pela nutricionista foram o mote para a segunda ação do projeto, “em outubro fomos à escola Vicente da Maia e por meio de explicações, imagens e dinâmicas mostramos aos alunos uma forma melhor de se alimentar e a importância de uma alimentação saudável”. Com cartazes e informações, a turma interagiu com os estudantes das séries iniciais da escola, “as crianças demonstraram clareza entre o que consumir e o que evitar, ou ingerir com menos frequência, isso nos surpreendeu”, complementa a aluna Gabriela Mara Gasparin.

Projeto alimentação saudável - interação na escola Vicente da Maia (2)

Interação com os estudantes da Escola Estadual Ensino Fundamental Dr Jose Vicente da Maia foi a segunda ação social do projeto

A satisfação de participar de um projeto de grande relevância social, que rompe os limites da sala de aula, é motivo de orgulho para as estudantes, “a independência para planejar as ações e a responsabilidade de reunir as informações tem sido uma experiência muito boa para a gente”, enfatiza a Luiza Miguel Salvi. Com a data de encerramento das atividades marcada para 17 de novembro, as estudantes revelam que a turma tem ainda muitas ideias para tirar do papel, “pensamos em arrecadar alimentos, postar em nossa página depoimentos de pessoas que tiveram transtornos alimentares, elaborar e entregar panfletos sobre alimentação saudável para a população, além de gravar um vídeo na Magrass Erechim”, revela Amanda.

Cinco turmas da escola, do 8º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio estão engajadas no projeto “Barão Social”, criado pela coordenação da escola para fomentar nos alunos o espírito empreendedor em ações que possam contribuir para a construção de um mundo melhor, começando pelo local onde vivemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *