Alunos do Barão transforam conteúdos de sala de aula em postagens do Facebook

Postagem craseE se enquanto confere as atualizações do Facebook você também pudesse aprender regras gramaticais e ler resumos das histórias de clássicos da Literatura Brasileira? Baseando-se na convivência diária que os estudantes têm com as redes sociais, o professor de Língua Portuguesa e Literatura do Instituto Anglicano Barão do Rio Branco (IABRB), Cássio Rogalski, notou que os conteúdos da sala de aula poderiam ser trabalhados no Facebook pelos alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e 2º ano do Ensino Médio.

As postagens iniciaram no final de setembro. A partir daí, as turmas tiveram dois meses para fazer publicações, sempre contando com o auxílio do professor, que costumava dar uma olhada antes para ver se tudo estava correto. A principal exigência era que os posts fossem breves e claros, “o resultado foi bem interessante, pois muitos alunos disseram que conseguiram absorver muito mais conteúdo do que conseguiam em aula, pois precisavam fazer pesquisas para as postagens”, destaca o professor.Postagem livro

O grupo de Briane Kaczanoski, do 2º ano do Ensino Médio, falou sobre crase, “notamos o quanto o uso da crase é feito de maneira incorreta, principalmente antes de verbos. Muitos dos nossos amigos do Facebook aprovaram a ideia e pediram para que continuássemos com as dicas”, conta. Durante as postagens, João Vitor da Costa Barbosa, do 9º ano, estava lendo “Quincas Borba”, de Machado de Assis, “o Facebook é a rede social que eu mais utilizo e achei muito mais interessante a ideia de contar a história do livro por meio de postagens do que em uma expressão oral que alcançaria só os colegas da turma, por exemplo”. Na atividade, a turma 2AE contabilizou 100 postagens. No 9º ano foram mais de 50 postagens em que os estudantes comentaram sobre livro que estavam lendo e trouxeram ao público seus próprios resumos das histórias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *