Pedagogia 2015 conhece as Políticas Públicas para a EJA, da 15ª CRE

Na última quarta-feira (11), as acadêmicas do curso de Pedagogia 2015 da Faculdade Anglicana de Erechim (FAE), na disciplina Educação de Jovens e Adultos, ministrada pela professora Ma. Flávia Dalla Costa, receberam a visita do assessor da Educação de Jovens e Adultos, professor Everton Fantinelli. Fantinelli compartilhou com as acadêmicas o trabalho desenvolvido pela 15ª CRE na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos.

O professor também enfatizou o número de escolas públicas estaduais pertencentes a 15ª CRE: 109 escolas e 41 municípios de abrangência, em número de municípios é a maior Coordenadoria. Segundo Everton, no primeiro semestre de 2018, 22 escolas ofertam a EJA, distribuídas em 15 municípios. O total de alunos matriculados na EJA, no primeiro semestre de 2018, é de 1.371 alunos na rede estadual, o que corresponde a, aproximadamente, 5,7% das matrículas da CRE (dados de abril). Todas as turmas de EJA da 15ª CRE são na modalidade presencial e a maioria funciona no turno noturno. 557 alunos estão matriculados em 26 turmas de EJA Fundamental na 15ª CRE no primeiro semestre de 2018, sendo 11 multisseriadas (média de 37,13 alunos por turma). Em Erechim, 167 alunos estão matriculados na EJA Ensino Fundamental com 9 turmas, sendo 01 multisseriadas (média de 20,87 alunos por turma).  A escola com maior matrícula da EJA Ensino Fundamental, na 15ª CRE, é a EEEF Amélia Lenzi Raymundi, de Sananduva, com 132 alunos;  799 alunos estão matriculados em 26 turmas de EJA Ensino Médio na 15ª CRE, sendo que 05 são multisseriadas (média de 38,04 alunos por turma). Em Erechim, 396 alunos estão matriculados na EJA Ensino Médio com 11 turmas em funcionamento (média de 36 alunos por turma). Na EJA Ensino Médio a escola com maior número de matrículas, na 15ª CRE, é a EEEM Profº João Germano Imlau, com 187 alunos.

Em Erechim, a EJA de Ensino Médio é ofertada em três Escolas: EEEM João Germano Imlau, EEEM Érico Veríssimo, EEEM Irany Jaime Farina. Já a EJA de Ensino Fundamental é ofertada nas seguintes Escolas: EEEF Santo Agostinho, EEEF Dr. Sidney Guerra e EEEF Bela Vista.

As turmas de EJA são compostas por diferentes faixas etárias, abrangendo desde adolescentes até idosos. Esta modalidade está subdividida em totalidades e a forma de avaliação dos estudantes é diferenciada, usa-se a seguinte nomenclatura: Pr- Promovido e Pe – Permanece na totalidade.

A EJA visa atender aos jovens e adultos que não tiveram oportunidade/sucesso no ensino regular. Ela necessita de um modelo pedagógico próprio, ou seja, que contemple as particularidades desta modalidade de ensino e os conteúdos são organizados de acordo com a realidade da escola.

Segundo o professor Everton, há muitas vantagens em cursar esta modalidade de ensino, pois existe a possibilidade de conclusão do Ensino Fundamental e Ensino Médio em menos tempo; o ensino é à noite, o que possibilita que o educando trabalhe durante o dia; melhores oportunidades de empregos para os estudantes. “A EJA tem importância para o mundo do trabalho, pois cada vez se faz mais necessário que os trabalhadores possuam uma escolarização mínima”, relata o assessor. A visita faz parte de um ciclo de palestras do curso de Pedagogia, que visa aproximar as acadêmicas das experiências desenvolvidas na EJA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *