Acadêmicos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Palestras realizam visitas técnicas e recebem palestrantes da área de TI

Oportunizar aos discentes e docentes a visualização de boas práticas em gestão em tecnologia da informação, auditoria e segurança da informação. Estes foram os principais objetivos de palestras e visitas técnicas, propiciadas aos acadêmicos do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Faculdade Anglicana de Erechim (FAE), nas disciplinas de Gestão em Tecnologia da Informação e Auditoria e Segurança da Informação.

Para as palestras, realizadas no período de 20 de fevereiro a 27 de fevereiro, os acadêmicos receberam profissionais da área de Tecnologia da Informação, que abordaram os seguintes temas: gestão integrada de serviços e segurança (com o supervisor do setor de Tecnologia da Informação da Edelbra, Adilmar Morandi), indústria 4.0 e o profissional de TI (ministrada pelo gerente de tecnologia da Cercena, Vinicius Backes Nascimento), gestão de TI em ambientes críticos (com o analista de TI, Renato Dias), processo de comercialização de software (ministrada pelo gerente comercial em uma softhouse, Mateus Bonifácio da Rosa), segurança e gestão de serviços (palestra assistida pelos acadêmicos na Unimed Erechim).

“Ter uma boa visão dos processos e do ambiente do trabalho é muito importante para o bom desenvolvimento das atividades do dia a dia, sendo elas de gestão ou técnicas. Conhecer as boas práticas de mercado utilizadas, as quais foram passadas aos alunos, é muito importante para o desenvolvimento destes profissionais, principalmente vendo as mesmas aplicadas em ambientes de trabalho facilitando assim que estes profissionais tenham uma visão de como é o mercado e como buscar o melhor conhecimento”, destaca o supervisor do setor de Tecnologia da Informação da Edelbra, Adilmar Morandi.

Nas visitas técnicas, os estudantes tiveram a oportunidade de saber como funcionam os setores de TI da Plaxmetal e Unimed, além de conhecerem os ambientes que abrigam servidores e outros componentes como sistemas de armazenamento de dados e ativos de rede (switches, roteadores), o chamado Data Center, de cada uma das empresas. “Não basta o aluno aprender os conceitos, ele precisa conseguir aplicar o que aprendeu no seu contexto. As palestras e visitas técnicas foram algumas das alternativas que encontramos para os acadêmicos vivenciarem relatos de erros e acertos, oportunidades e dificuldades existentes na área”, explica o coordenador do curso, professor Rogério Ciotti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *