Estudante do Técnico em Segurança do Barão estagia em usinas do consórcio ENGIE

Itá, Machadinho e Passo Fundo: estes serão destinos frequentes para Igor Augusto Spiller, estudante do Técnico em Segurança no Trabalho do Instituto Anglicano Barão do Rio Branco (IABRB). Em comum, as três cidades têm o fato de abrigarem usinas, que fazem parte do consórcio da ENGIE Brasil Energia, maior geradora independente de energia do Brasil.

Para estagiar nas três usinas, o estudante passou por um processo de seleção. “Concluo o curso em julho, meu estágio terá duração de um ano. Como iniciei em abril deste ano, vai até abril do ano que vem”, explica Igor. O futuro técnico em Segurança do Trabalho, que está realizando seu primeiro estágio na área, avalia a oportunidade como um grande passo para a evolução profissional, “está sendo ótimo, pois eu não trabalhava na área então ficava difícil de entender certos assuntos em sala de aula. Mas agora com a prática está ficando tudo mais claro”, complementa. Além de vivenciar o ambiente de trabalho e colocar os conteúdos vistos em sala na prática, o estagiário também está tendo a oportunidade de aprender com profissionais de diversas áreas, que agora fazem parte de sua convivência diária.

A coordenadora dos cursos Técnicos do Barão, Clarice Ferrazzo, explica que o estágio do curso Técnico em Segurança do Trabalho, realizado em empresas, tem como objetivo inserir o estagiário na prática das Normas Regulamentadoras (NRs) estudadas na teoria, propiciar o ambiente empresarial e a rotina do técnico dentro da sua área de atuação, “para que quando for trabalhar como técnico já tenha vivenciado ações inerentes à sua vida profissional, dando-lhe segurança e demonstrando na prática a importância de ações preventivas para a preservação da saúde do trabalhador”, enfatiza.

 

Sobre as Usinas*

A Usina Hidrelétrica Passo Fundo, localizada no rio Passo Fundo, município de Entre Rios do Sul (RS), possui um reservatório de acumulação de 151 km2. Iniciou sua operação comercial em 1973 e sua concessão tem validade até 2028. A Usina possui duas unidades geradoras com turbinas tipo Francis, com 113 MW cada, totalizando 226 MW de capacidade instalada. Sua garantia física para comercialização é de 113,1 MW médios.

Em 2002, após ampla reforma do sistema de supervisão e controle, a Usina Hidrelétrica Passo Fundo passou a ser operada remotamente desde a sala de controle da Usina Hidrelétrica Itá. Entre 2013 e 2015, suas duas unidades geradoras foram totalmente modernizadas e a partir de 2017, a Usina passou a ser telecontrolada a partir do Centro de Operação da Geração (COG), localizado na sede da ENGIE, em Florianópolis (SC).

A Usina Hidrelétrica Machadinho fica localizada no rio Pelotas, no município de Piratuba (SC). Com um reservatório de acumulação de 79 Km², a Usina possui três unidades geradoras, com turbinas verticais tipo Francis de 380 MW cada, totalizando 1.140 MW de capacidade instalada, dos quais 403,88 MW pertencem à ENGIE.

A hidrelétrica entrou em operação em 2002, sendo que sua concessão tem validade até 2032 e pertence ao Consórcio Machadinho, no qual a ENGIE participa com 19,3% e conta com 165,3 MW médios da garantia física para comercialização.

Localizada no rio Uruguai, no município de Aratiba (RS), a Usina Hidrelétrica Itá entrou em operação em 2000. Possui 1.450 MW de capacidade instalada, em cinco unidades geradoras com turbinas verticais tipo Francis de 290 MW cada.

Em conformidade com o projeto, a implantação do reservatório a fio d’água de 141 km2 da hidrelétrica resultou na construção de uma nova cidade, a nova Itá, em Santa Catarina, atualmente um polo turístico para sua região, que manteve as tradições e arquitetura da que a antecedeu.

A concessão da Usina tem validade até 2030 e pertence ao Consórcio Itá, no qual a ENGIE participa majoritariamente com 77,7% da capacidade instalada e dispõe de 564,7 MW médios da garantia física para comercialização.

As três Usinas são certificadas segundo as normas de gestão ISO 9001 e 14001, da qualidade e do meio ambiente, e OHSAS 18001, da saúde e segurança no trabalho.

* Com informações site oficial da Engie

*Foto: Lenita Ransolin Brugnerotto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *