Histórico

1916:

Chegada dos primeiros anglicanos ao município de Erechim.

1922:

O Bispo Lucien Lee Kingsolving, de origem norte-americana, ex-seminarista do Seminário Teológico da Virgínia, EUA, faz a primeira visita a Erechim.

1923:

O Bispo Lucien Lee Kingsolving ordena Alberto Blank ao ministério da fé e encaminha-o a Erechim para aqui fundar uma missão anglicana e construir um templo.

1929:

A trajetória cronológica do Instituto Anglicano Barão do Rio Branco inicia no ano de 1929. No dia 1º de agosto do referido ano, o então Reverendo anglicano Alberto Blank ministra a primeira aula da escola primária. No terreno, onde até hoje se encontra a Paróquia de Jesus Cristo, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Alberto Blank construiu pelas próprias mãos a primeira capela de madeira. Dentro dessa capela iniciaram as atividades escolares do Barão. A proposta educacional dos anglicanos foi extremamente ousada e precursora na região. Ofertou-se o ensino em regime de co-educação, ou seja, com classes mistas, incluindo meninos junto com meninas. Outra importante inovação foi o forte incentivo às práticas de educação física e ao ensino das ciências, que contemplavam a perspectiva de formação intelectual compreendida pelos anglicanos. O Reverendo Blank ofereceu ensino a meninos e meninas de várias crenças religiosas, de classes sociais distintas e ainda realizou trabalho junto às comunidades indígenas, sendo aclamado como o Chefe da Missão Geral dos Anglicanos entre os Indígenas.

1953:

Ano de criação da Legião da Cruz de Erechim, mantenedora do Barão e da FAE. A partir desse momento de sua história, o Barão passou a oferecer cursos técnicos de comércio e contabilidade, que se tornaram referência e formaram milhares de jovens de toda a região norte do estado do Rio Grande do Sul.

2000:

O Barão assume a administração do Instituto Anglicano Mélanie Granier, na cidade de Bagé/RS.

2001:

A escola adquire uma área de 25 mil metros quadrados com lagos, riachos, cascatas e árvores nativas, onde a natureza é preservada, com o objetivo de educar os alunos na preservação e no respeito ao meio ambiente. Este local foi denominado Centro de Educação Ambiental.

2002:

O ano de 2002, marca o surgimento da Faculdade Anglicana de Erechim (FAE), que assim como o Instituto Anglicano Barão do Rio Branco, também é mantida pela Legião da Cruz de Erechim.

Atualmente:

A instituição é referência regional, nacional e internacional no quesito educação. O Barão, como é carinhosamente chamado pela comunidade regional, atualmente é a maior instituição educacional anglicana da América Latina, ofertando cursos, de todos os níveis de ensino, englobando desde a Educação Infantil até a Faculdade da Experiência, passando pelo Ensino Básico, Técnico, pela FAE, onde são oferecidos seis cursos de Graduação, e diversos cursos de Pós-Graduação.